terça-feira, 25 de setembro de 2012

Mundo às voltas.

Às vezes tudo o que eu preciso é apenas de um abraço, algo que me acalme, conforte, algo que me faça sentir segura. Só o facto de encostar a minha cabeça no teu ombro, sentir a tua respiração e o teu corpo perto do meu, só isso já é suficiente. É algo que me transmite “Eu estou aqui, vai ficar tudo bem.”, é algo que me transmite paz mesmo quando as lágrimas me escorrem pelo rosto incontrolavelmente, mesmo quando te aperto a mão com força com medo de a largares, com medo de me largares. Quero que me abraces, que me abraces como se não houvesse amanhã, como se fosse o último momento, pois quando me abraças é como se o meu mundo estivesse protegido, fazes-me sentir que nada mais importa naquele momento sem seres tu, eu, nós. Por isso nunca vás, fica sempre do meu lado, deixa o meu mundo sentir-se seguro, nem que seja só às vezes, nem que seja só sempre, mas não o deixes, nunca. Sim, mesmo nos piores momentos, pois nem tudo é fácil. Nem sempre existem sorrisos para dar, não porque não existem, mas sim porque o momento não o exige, ou talvez sejamos nós que não o exigimos, ou talvez sejamos nós que exigimos demais. Mais sorrisos, mais palavras, mais segurança, mais mais mais. E quando é menos? Quando os sorrisos se trocam por lágrimas, e as palavras por silêncios, e a segurança por medo? E quando nada parece fazer sentido? E quando nos encontramos sem sentido, sem direção, sem orientação possível? Temos o mundo às voltas, quando tudo o que precisávamos era apenas que estivessem à volta do nosso mundo. Quando isso acontecer, por muito que tudo esteja errado e confuso, lembra-te que o mesmo problema nem sempre tem a mesma solução. Lembra-te que por muito complicados que os nossos problemas sejam nós haveremos de alcançar a solução ideal para todos eles, e haveremos de fazê-lo juntos. Aliás haveremos de fazer muita coisa juntos, e sei que no fim, mesmo que não tenhamos um, há de ficar tudo bem, eu hei de chorar nos teus braços mas hei de sorrir contigo, hei de me deitar no teu peito e simplesmente adormecer ao teu lado. Hei de acordar no dia seguinte pronta para o que der e vier, pronta para ser feliz, contigo.

Sem comentários:

Enviar um comentário