segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Um mundo de sonhos.

   Esta manhã acordei com receio de que todos os meus pensamentos por muito inconscientes que fossem, que de uma forma ou de outra, se realizassem, que de uma forma ou de outra, não existissem. Durante noites e noites sem fim, vários sonhos me deslumbram, e vários pesadelos me assombram. Que seria de mim se não possuísse este medo? Interessar-me-ia apenas pelo que me faz bem e pelas ilusões de um mundo perfeito? Admito, a ti e ao mundo, o medo que tenho em perder quem mais amo, de não conseguir fazer feliz esses mesmos, de não conseguir dar tudo de mim, de criar sonhos maiores do que o alcance dos meus braços e menores do que a força da minha alma, tenho medo de não sonhar. Possuo também desejos, ambições para mim mesma e para quem me rodeia, que são nada mais, nada menos, que o contrário de todos os meus medos, pois eles são apenas o contraste do que me faz bem, ou do que me faz mal, ou simplesmente daquilo que me apaixona.
    Fecho os olhos, sem saber se o que me espera é bom ou mau, simplesmente quero sonhar, ultrapassar as barreiras do horizonte, quero voar sem ter que sair do chão e lutar sem ter que sofrer, mas acima de tudo quero acordar e poder dizer "Foi apenas um sonho."

12 comentários:

  1. e ainda não se paga por sonhar :p sonha muito e realiza ainda mais! gostei**

    ResponderEliminar
  2. muito obrigada, a sério (:
    continua a sonhar e, mais tarde ou mais cedo, espero que todos os teus sonhos se realizem.

    ResponderEliminar
  3. Lutar sem ter que sofrer é uma tarefa complicada, para não lhe desanimar e dizer impossível.
    Todos temos sonhos, metas e pesadelos que nos assombram.
    Também tenho muito medo de perder pessoas que estimo, contanto, sei que não sou responsável pela felicidade delas, o que posso é dar minha contribuição na medida do possível.
    Não cobre-se muito.

    http://escritoslisergicos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. ainda bem coração! fico muito feliz por isso <3<3<3

    ResponderEliminar