segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Forças do universo.

   A força gravítica é uma acção à distância, sendo responsável pela atracção mútua dos corpos. Já reparaste na força que existe entre o Sol e a Terra? Estão separados por cento e cinquenta milhões de quilómetros, mas a Terra não consegue viver sem aquele astro brilhante, é-lhe essencial. Não queiras comparar o que nos separa, com tanto o que existe a dividi-los, e já estão “juntos” há mais de quatro biliões de anos.
   Nada pode existir se não ocorrer interacção mútua, nada pode ser possível se ambos não contribuírem de igual maneira. Eu deposito todas as minhas forças em ti, em nós, em algo que eu penso que possa existir, mas não; estou enganada. À medida que eu vou lutando, parece que te afastas cada vez mais, possivelmente seja porque não investes tanto em nós quanto eu, e as tuas forças não correspondem às minhas, chegam a ser nulas. Por vezes fico a pensar, não serás como a lua? Parece que tens quatro fases, digo isto devido às tuas mudanças de atitude, e às tuas repentinas trocas de humor, és tão confuso. Talvez seja melhor criar um calendário em que possa ficar ciente das tuas mudanças de fase, assim talvez seja mais fácil perceber-te, a ti, ao mundo, até mesmo ao universo. Um dia, talvez um dia, a força gravítica esteja a nosso favor, e um dia, talvez um dia, fiquemos juntos.

Sem comentários:

Enviar um comentário