segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Estação terminal.

Inês e Filipe chegam finalmente à estação de comboios de Lisboa, após uma caminhada de quase meia hora, ambos angustiados e silenciosos pela confusão que se estava a passar na cabeça deles. Inês olha para o quadro; faltavam apenas cinco minutos para o seu comboio chegar. Dá-lhe um beijo rápido, e afasta o olhar; prepara-se para ir embora.
- Espera, não vás já.
Filipe olha-a nos olhos, e beija-a. Ele repara o quanto ela está triste, e abraça-a, ficam assim durante uns longos dois minutos; Inês nunca se sentira tão segura.
- Não me deixes nunca.
- Não te deixo onde?
Inês dá uma gargalhada abafada pelos olhos quase em lágrimas.
- Tu percebeste.
- Claro que sim, amo-te.
- Amo-te. Está na minha hora, tenho de ir.
 Cada um segue o seu caminho, para a despedida não se tornar pior. Filipe vira as costas à tristeza, e desaparece na multidão; Inês vai angustiosamente subindo as escadas, pronta para apanhar o comboio que a levaria de volta a casa. Não saberiam quando se voltariam a ver, provavelmente uma semana depois, quem sabe. Era uma relação complicada, mas ambos concordaram em vivê-la assim, desde o principio que eles aceitaram estas condições, e concordavam que o amor era mais forte.
Aquele dia parecia mais uma despedida, e era o que mais tarde acabaria por ser. Na terça-feira seguinte, ela acorda com uma mensagem do seu namorado, estavam juntos há pouco mais de um mês, e nesse momento, tudo desabou. Todas as certezas e esperanças que ela possuía, desvaneceram-se. De repente, tudo tinha acabado. Inês lava-se em lágrimas, sem saber como reagir sem ser assim, fecha a porta da sala lentamente, e pergunta:
- Estás a acabar comigo?
Ela sentiu que não foi ele que tinha terminado tudo, mas sim a distância, a distância é que os derrubou, sem deixar algum caminho de saída à vista.
Inês faz-lhe uma pergunta, cuja resposta ansiava, e só pretendia uma escolha: sim ou não.
- Tu amas-me?
- Eu não te consigo responder a isso, só acho que mereces melhor.
Inês gostava que Filipe percebesse que o melhor dela, era com ele, apesar da mínima distância, ela prefere-o a ele do que a qualquer outro rapaz que lhe possa dar uma melhor relação, ela ama-o.

Sem comentários:

Enviar um comentário